Skip to Content
Technical Articles
Author's profile photo Maikel Raimundo Calgaroto

Esteja preparado para o RISE with SAP Private Cloud Edition

Olá,

Neste blog trarei algumas dicas e tópicos de como estar preparado para o RISE with SAP com ‘S/4HANA Cloud, private edition’.

 

Estratégia Multinuvem

O RISE with SAP faz parte da estratégia multinuvem, onde várias soluções SAP de suas nuvens estão embaixo do mesmo contrato e são utilizados pelo cliente de maneira integrada, afim de realizar os respectivos processos de negócio. O produto chave da oferta é o S/4HANA Cloud.

Quando o cliente opta pelo RISE with SAP com o S/4HANA Cloud, private edition, é criado um tenant dedicado para o cliente, também conhecido como nuvem gerenciada, que inclui todos os produtos ‘private edition’. Esta entrega é realizada pelo time SAP Enterprise Cloud Services (ECS). O ECS fica responsável por todas as atividades relacionadas à definição e construção da infraestrutura, instalação e configuração inicial, bem como a realização de diversas atividades relacionadas com o mantenimento e administração dos respectivos sistemas que estão sob sua responsabilidade.

 

Para a infraestrutura dessa nuvem gerenciada o cliente pode escolher um provedor de infraestrutura em uma região homologada. A escolha deve ocorrer para o Data Center primário e também para o Data Center secundário caso tenha optado por contratar DR de longa distância. O time de Engenharia do ECS elaborou – e mantém em processo de melhoria contínua – toda a arquitetura de referência para cada um dos provedores de infraestrutura, a fim de obter o máximo de disponibilidade e desempenho em seu ambiente SAP.

Os provedores de infraestrutura atualmente disponíveis são a própria SAP (com seus DCs) ou um dos três Hyperscalers (IaaS) líderes de mercado:

  •  Amazon Web Services (AWS)
  •  Microsoft Azure
  • Google Cloud Platform (GCP).

A escolha da região dentre aquelas homologadas pelo ECS deve ser realizada com o suporte do CAA (Cloud Architect & Advisor) durante a pré-venda.

A matriz de Funções e Responsabilidades do ECS mapeia e classifica todas as atividades que podem ser demandadas durante o ciclo de vida dos sistemas que ficam nesta nuvem gerenciada:

RISE with SAP S/4HANA Cloud, private edition and SAP ERP, PCE Roles and Responsibilities

 

Jornada do cliente ao Private Edition

A SAP demanda que o cliente forneça informações para realizar a construção da nuvem gerenciada do cliente, devido à natureza de sua arquitetura.

Se o cliente mapear em sua companhia os respectivos times responsáveis por prover cada um dos itens e distribuir as demandas antes da assinatura do contrato, irá agilizar a entrega destas informações dentro do prazo requisitado pela SAP. Assim permitirá que todo o ambiente seja entregue pela SAP na data de início do contrato, sem atrasos.

As informações estão detalhadas abaixo:

➢ Credenciais do S-User: necessário para que o time de operações do ECS possa instalar, suportar e gerenciar os sistemas pelo cliente. Quando o cliente adquire o RISE with SAP ele indica um membro de sua equipe para ser o Super Administrador da respectiva instalação. A partir deste usuário o cliente deve realizar a criação de um novo usuário dedicado para o time de operação, adicionando as permissões listadas no formulário enviado ao cliente.

➢ Línguas a serem instaladas nos sistemas SAP (além do padrão – EN, DE): (além do padrão – EN, DE): Indica o(s) idioma(s) adicional(is) a serem instalados, por exemplo: Português, Espanhol, Francês, etc. Relevante apenas para novas instalações (Greenfield).

➢ Janela de manutenção planejada: janela de indisponibilidade pré-aprovada de 4 horas para ser utilizada em caso de emergência. Deve ser definida dentro da janela de manutenção contratual, que é 24×5 (dias úteis) para sistemas não produtivos e 24×7 para sistemas produtivos.

➢ 1 x subrede IPv4 (/22): Um intervalo de IPs disponível (sem utilização) e exclusivamente reservado para os hosts e componentes que serão construídos na nuvem gerenciada.

Se o Hyperscaler escolhido for GCP, este intervalo deve fazer parte do endereçamento privado documentado na RFC 1918.

➢ 1 x subrede IPv4 (/22) para DR: um segundo intervalo de IPs deve ser provido caso haja recuperação de desastre (DR) de longa distância (em uma região distinta) no escopo.

➢ Subdomínio de DNS interno do Cliente: o cliente irá delegar um subdomínio embaixo do seu domínio de DNS interno e a SAP o utilizará em todos os componentes que serão construídos na nuvem gerenciada. Por exemplo: se o domínio de DNS interno do Cliente é ‘customer.corp’, o subdomínio será ‘sap.customer.corp’. Assim, as URLs utilizadas pelo usuário final estarão embaixo deste domínio. Importante: o cliente deverá prover certificados TLS/SSL para o subdomínio fornecido.

➢ Endereço de IP dos servidores de DNS: este dado será utilizado para deixar autorizado que estes IPs realizem o zone-transfer (transferência dos registros) dos servidores de DNS da nuvem gerenciada para estes servidores de DNS do cliente.

➢ Parâmetros de configuração da conectividade ponta-a-ponta (VPN, MPLS, etc): o time de redes do cliente deve preencher o documento de conectividade compartilhado pela SAP no formulário enviado ao cliente. A SAP irá providenciar a configuração e retornar com os dados necessários para que o cliente finalize a conectividade na sua ponta.

➢ Best Practices: Cliente e Parceiro implementador são responsáveis por selecionar os detalhes requeridos para ativação de Best Practices preenchendo a última versão do questionário disponível na SAP Note 3039705. – Relevante apenas para novas instalações (Greenfield).

➢ Contatos do cliente: nome, e-mail e telefone para os contatos técnicos do cliente e do projeto. Estes dados serão recebidos pelo time de ECS e são necessários para que eles saibam a quem buscar em suas interações.

Conclusão

Com esta visão geral e com planejamento junto ao seu time de TI, é possível agilizar a definição e entrega das informações que são pré-requisitos pelo time da SAP para implementação e entrega dos ambientes em nuvem gerenciada do RISE with SAP.

Importante salientar que a grande maioria das informações são mandatórias e essenciais para iniciar a construção do ambiente (baseado na arquitetura de referência) e que atrasos na entrega destas informações deve levar à atraso de similar proporção na disponibilização do ambiente.

Até a próxima !

Assigned Tags

      7 Comments
      You must be Logged on to comment or reply to a post.
      Author's profile photo Kiara Siegal
      Kiara Siegal

      hello sir, i'am running a private cloud, can you please help me to integrate sap in it?

      regards: satta matka

      Author's profile photo Denner Andrade
      Denner Andrade

      Texto muito bem escrito, descreveu bem os principais pontos!

      Bom te ver aqui na comunidade Maikel!

       

      Best Regards my Friend

      Author's profile photo Maikel Raimundo Calgaroto
      Maikel Raimundo Calgaroto
      Blog Post Author

      Olá Denner,

      Muito obrigado pelo feedback, ele é trabalho também de um grande time de CAA.

      Grande abraço.

      Author's profile photo Antonio Guidinho Marcos
      Antonio Guidinho Marcos

      Show Maikel! Parabéns pelo conteúdo, claro e esclarecedor!

      Abraços

      Author's profile photo Maikel Raimundo Calgaroto
      Maikel Raimundo Calgaroto
      Blog Post Author

      Valeu Antonio! Grande abraço

      Author's profile photo Lucas Sotti
      Lucas Sotti

      Parabéns comandante!

      by Baiano

      Author's profile photo Maikel Raimundo Calgaroto
      Maikel Raimundo Calgaroto
      Blog Post Author

      Valeu Lucas e Baiano! Grande abraço!