Skip to Content
Technical Articles

“NFE CLOUD” ou SAP Localization Hub, electronic invoicing service for Brazil principais diferenças e passo a passo de configuração

Para muitos o SAP Localization Hub, electronic invoicing service for Brazil ainda é uma novidade, cercada de incertezas quanto ao seu funcionamento e a real aplicabilidade nos cenários dos clientes de diferentes seguimentos pelo país. O intuito desse blog post é compartilhar as experiências recentes em projetos de implementação, com um passo a passo simplificado para configuração dos cenários e principalmente as “armadilhas” ocultas no processo de configuração.

O SAP Localization Hub, electronic invoicing service for Brazil vem como uma solução SAP CLOUD com o intuito de se posicionar no mercado em substituição do velho conhecido SSL-NFE, a ferramenta traz algumas particularidades e diversas diferenças em relação ao SSL-NFE, as principais estão listadas abaixo:

 

– Licenciamento: Ao contrário do SSL-NFE onde o cliente é cobrado por volume de faturamento, no NFE Cloud (como chamamos o produto) o cliente é cobrado por bilhetagem, ou seja, por nota aprovada junto ao sefaz. O que faz muito sentido para clientes com alto volume de montante faturado mas com um baixo volume de emissões diárias.

– Arquitetura: Por se tratar de uma solução cloud, o SAP Localization Hub, electronic invoicing service for Brazil não requer nenhum tipo de instalação adicional. PS: Instalações físicas, instances ou add-ons como estamos acostumados. Todo processo de “instalação” do produto ocorre através de aplicação de notas e ativação de Business Function no sistema de ERP (ecc ou S4HANA)

– Configuração: O processo de configuração mudou muito em relação ao que estávamos acostumados, sendo a maior parte do processo executado no SCP COCKPIT.

 

– Administração diária: A solução deixa de lado os famosos monitores webdynpro utilizados para administração de lotes e documentos, passando agora a centralizar toda a administração diária dos documentos na transação J1BNFE (outbound) e SBWP (inbound, para ações manuais).

 

Abaixo o passo a passo para configuração da solução utilizando S4HANA, para clientes com SAP ECC existem passos adicionais que serão descritos em uma próxima publicação.

 

 

1 – Configuração inicial SCP COCKPIT

1.1 Criar uma subaccount

1.2  Ativar Cloud Foundry

 

Navegue para Subaccount  Overview  Enable cloud foundry

 

1.3 Criar SPACE

1.4 Criação de instance (ativação do serviço NFE)

 

Na pagina inicial acesse a aba Entitlements

 

 

Na sequencia, navegue para a aba SERVICE -> SERVICE MARKETPLACE

Selecione produto NFE, SPACE e SUBACCOUNT criados previamente, parâmetros standard.

 

1.5 Criar Service KEY

 

A service Key contém todas as informações necessárias para os próximos passos, fiquem atentos a ela.

 

2 – Configurações S4HANA

2.1 Importar certificado na STRUST

– Acesse a Autentication url (disponível no service key gerado anteriormente

– Faça download do certificado utilizando o navegador de sua preferencia

– Importe o certificado na transação STRUST no SSL CLIENT STANDARD

2.2 Ativação de Business Function

Acesse a transação SFW5 e ative a BF LOG_LH_NFE

 

PS: Essa business function é a responsável por criar os campos necessários para configuração do produto. View J_1BNFE_CUST4_1V

2.3 Criação de Client profile

Acesse a transação SE80 e crie o objeto

2.4 Configuração do cliente profile

Acesse a transação OA2C_CONFIG

– Clique em CRIAR

– selecione o client profile criado no passo anterior

O campo OAuth 2.0 Client ID é fornecido na Service KEY criada anteriormente

 

Preencha os campos conforme imagem abaixo:

O cliente Secret e as Authorization Endpoint URL e Token Endpoint Url estão disponiveis na Service Key criada anteriormente.

 

DICA !!!

Crie uma RFC tipo G para viabilizar um teste rápido da integração entre S4HANA e SCP

Essa rfc faz parte da configuração para o cenário ECC, porém no S4 não é utilizada, apenas como teste OPCIONAL

 

Resultado do teste igual a 200, quer dizer que o servidor S4HANA consegue se conectar ao SCP

3 – Configuração de local de negócio

3.1 Configuração de tipo de documento

Acesse a configuração de local de negocio através da transação SPRO

PS: Como destacado na imagem o campo DESTINATION permanece em branco.

 

3.2 Configuração de comunicação com SCP

Acesse a aba Eletronic Fiscal Document – Cloud settings

A NF-e service link é fornecida pela Service Key criada nos passos anteriores.

 

4 – Configuração de batch e certificado A1

4.1 Configuração de batch

Acesse a transação J1BNFE  GOTO -> Cloud Configuration -> Batch close config

4.2 Configuração de certificado A1

Acesse a transação J1BNFE  GOTO  -> Cloud Configuration -> Manage Certificates

 

Clique no botão UPLOAD e faça o import do certificados A1 para cada centro respectivamente

DICA!!

Crie uma entrada de certificado digital com os campos Empresa e Centro em branco conforme imagem acima, isso será utilizado no serviço de consulta de status.

 

5 – Escalonamento de Jobs

Acesse a transação SM36 e programe a execução dos Jobs conforme abaixo

 

6 – SAP NOTES

As notas relacionadas abaixo podem ser necessárias para correção de alguns cenários dependendo da versão do sistema.

 

https://launchpad.support.sap.com/#/notes/2929095

https://launchpad.support.sap.com/#/notes/2857344

https://launchpad.support.sap.com/#/notes/2808403

 

PS: Todos os passos acima reproduzidos foram baseados na documentação oficial SAP disponível em  https://help.sap.com/viewer/71b3b178e5cb4a50a88cf2985a14f17c/Cloud/en-US/bcd60cb0576f41afb1422471485651ad.html

6 – CONCLUSÃO

Após a realização dos passos descritos acima, sua solução SAP Localization Hub, electronic invoicing service for Brazil estará configurada e pronta para utilização. Lembrando que todos os cenários fiscais, impostos e tags a serem enviadas as autoridades de acordo com cada estado e legislação continuam sendo configurados como antes.

 

12 Comments
You must be Logged on to comment or reply to a post.