Olá pessoal,
Com a SAP Note 2415278, liberamos algumas mudanças na maneira como os relatórios SPED ECD e SPED ECF do TDF calculam os saldos contábeis. A partir de agora, ambos os relatórios calculam estes valores através dos lançamentos contábeis.

Continue lendo para encontrar mais detalhes sobre essa mudança.

View SALDO_CONTABIL_DIARIO no CTR:

Criamos a view SALDO_CONTABIL_DIARIO no CTR para fazer estes cálculos. Ela recebe data inicial e final como parâmetros. Primeiramente, a view consulta os dados de saldo contábil do ECC (tabela GLT0 no G/L Clássico ou tabela FAGLFLEXT no New G/L) para buscar o valor do saldo inicial (campo HSLVT) de cada conta para o ano selecionado. Após isso, a view seleciona todos os lançamentos contábeis do período selecionado e compõe o valor de saldo, bem como as movimentações de débito e crédito de cada mês.

Ainda no que tange a substituição da lógica, é importante comentar que a view SALDO_CONTABIL do CTR, utilizada previamente para o cálculo dos saldos, foi mantida como parte do CTR, apesar de não ser mais utilizada na lógica dos relatórios. O objetivo da sua manutenção é manter a compatibilidade de aplicações de clientes e parceiros que tenham sido implementadas utilizando essa view.

Aspectos que geraram a mudança no cálculo dos saldos contábeis

Essa mudança no cálculo dos saldos contábeis foi motivada por dois aspectos principais:

  • Situações especiais: Situações que podem ser necessárias reportar o SPED para um período do ano que não necessariamente tenha todos os meses fechados, começando ou terminando a escrituração no decorrer do mês. Para esses casos, poderia haver divergência com o cálculo de saldo anterior, que baseava-se puramente nas tabelas de saldo do ECC, que contam com dados consolidados mensalmente. Com essa mudança, é possível saber, por exemplo, o saldo entre os dias 02 e 16 de um determinado mês.
  • Cálculo do saldo contábil nos períodos especiais (13 à 16): Antes da modificação, os relatórios SPED ECD e SPED ECF tinham um funcionamento diferente em relação ao uso dos períodos especiais. Após a modificação, como a view baseia-se nos lançamentos contábeis para compor o saldo, os lançamentos realizados em períodos especiais (13 à 16) serão sempre considerados, visto que a data de lançamento (BKPF-BUDAT) é utilizada como parâmetro para identificar o mês em que cada lançamento é computado.

Possibilidade de configuração de período contábil

Além da modificação, realizamos testes simulando o cenário em que o ano contábil é diferente do ano calendário (configuração possível no ECC). Com isso, através da configuração, você pode determinar que seu ano contábil começa em qualquer outro mês que não seja Janeiro, por exemplo. Este cenário é suportado no TDF através do uso da tabela shadow para os valores de saldo contábil (seu nome pode ser consultado através do relatório /TMF/CTR_TECH_INFO). Neste caso, optamos por não realizar o cálculo e transposição dos valores de saldo entre períodos para não haver comprometimento da performance das views. Isso aconteceria em função da complexidade de seleção e do maior volume de dados a ser manipulado, visto a flexibilidade da customização da relação entre ano calendário e ano contábil.

Vale lembrar que, salvo os casos de inconsistência entre o valor registrado nos saldos e nos lançamentos contábeis, o resultado dos registros afetados por essa mudança devem se manter compatíveis com os anteriores à mudança, assim como as funcionalidades que geram os relatórios utilizando contas alternativas ou centros de lucro também devem manter o funcionamento.

Em caso de dúvidas, deixe um comentário abaixo.

Thiago Nunes,
Time de desenvolvimento do TDF

To report this post you need to login first.

Be the first to leave a comment

You must be Logged on to comment or reply to a post.

Leave a Reply