Skip to Content

CIAP@TDF: Processo básico de criação de fichas

Neste post, será abordado o processo básico de criação de fichas através do processo logístico de compra. Nas próximas semanas, trataremos das outras modalidades.

Existem três formas possíveis para criação de fichas na solução CIAP@TDF, são elas:

  • Criação de ficha via processo logístico de compra (MIRO->Nota Fiscal)
  • Criação de fichas via BAPI
  • Criação de fichas via programa de carga

O pré-requisito para iniciar o processo de criação de fichas, é realizar as parametrizações necessárias conforme descrito no post CIAP@TDF: Parametrizações
O processo de criação de ficha será feito partindo-se da ordem de compras.
No nível de item da ordem de compra, o primeiro parâmetro a ser definido é a categoria do item.

O tipo de ficha (imobilizado ou componente) será criado baseado na categoria* do item definida:

  • A – ficha de imobilizado
  • F – ficha de componente
  • P – ficha de componente
  • Q – ficha de componente
  • N – ficha de componente
  • “ ” – ficha de componente**

Após definir a categoria e os dados adicionais do item, é necessário que seja definido o coletor de custos ou o imobilizado associado ao item que está sendo adquirido.

*para habilitar a criação de fichas nas demais categorias, é necessário implementar a BAdI BADI_CIAP-ALLOW_ACCOUNT_ASSIGNMENT_CAT

**para a categoria “ “ – estoque irrestrito – é necessária a implementação do método da BAdI BADI_CIAP-MODIFY_RECORD_CREATION

Caso a quantidade do item tenha que ser distribuída entre imobilizados ou coletores de custos, a criação das fichas respeitará essa distribuição.

Exemplo, supomos que será feita uma ordem de compra com item de quantidade 10 unidades e que cada unidade corresponde a um imobilizado distinto, serão criadas 10 fichas, uma para cada imobilizado. Para este mesmo caso, caso a distribuição seja feita de forma percentual sendo 25% para cada imobilizado (4 imobilizados), serão criadas 4 fichas.

O próximo passo após salvar a ordem de compras é realizar o recebimento através da transação MIGO, neste passo, deve ser levado em conta a data de lançamento do documento de material, que por padrão é a data de início do credito.

O passo seguinte é o lançamento da fatura e criação da nota fiscal através da transação MIRO. A Nota Fiscal é o fato gerador para a criação das fichas onde a partir dela os dados são utilizados para determinação do valor do ICMS a ser creditado para cada ficha a ser criada.

No momento do salvamento da nota fiscal, a solução CIAP@TDF é acionada (se o business function LOG_TMF_CIAP estiver ativado) e os seguintes passos são validados para criação das fichas:

  • Verifica se do CFOP do item da nota fiscal é válido.
  • Verifica se o valor de ICMS do item maior do que zero.
  • Verifica se a categoria do item da ordem de compras é valido.
  • Verificação de criação de ficha por item ou por unidade.
  • Verifica se existe algum grupo de imposto que deva ser removido (BADI_CIAP-> GET_INVALID_TAX_GROUPS)
  • Verifica se a view CIAP_C_NO_QUO_BP, CIAP_C_NO_QUO_ST ou BRF+ está preenchido.
  • Verifica se a view de manutenção CIAP_C_ACCOUNT está mantido para a empresa.
  • Verifica se a data definida para início do crédito está entre a data da emissão da nota fiscal e a data da criação da ficha.
  • Verifica se o início do período de creditamento está entre o período da entrada do documento de material e o período da criação da ficha.

Durante o processo de criação das fichas, são chamados os seguintes métodos das BAdIs:

  • BADI_CIAP->GET_CREATION_TYPE
  • BADI_CIAP->ALLOW_ACCOUNT_ASSIGNMENT_CAT
  • BADI_CIAP->MODIFY_RECORD_CREATION
  • BADI_CIAP->GET_INVALID_TAX_GROUPS
  • BADI_CIAP->MODIFY_START_CREDIT_LIMIT_DATE
  • BADI_CIAP->MODIFY_FIRST_ACC_PERIOD
  • BADI_CIAP_EFD->DEFINE_EFD_DATA

Para ter mais detalhes a respeito das BAdIs disponibilizadas, acesse o post CIAP@TDF: Customizações
O fluxo do processo de lançamento da fatura não é interrompido caso haja algum erro no processo de criação de fichas. Para verificar se as fichas foram criadas corretamente, basta acessar a transação CIAP_REPORT e verificar as fichas a partir, por exemplo, do número da nota fiscal.

Nos próximos posts, trataremos das combinações possíveis para criação de fichas nos diversos cenários possíveis.

Alexandre Moura
Time de desenvolvimento do TDF

4 Comments
You must be Logged on to comment or reply to a post.
  • Olá Alê Moura, boa tarde!

    Por favor, poderia esclarecer uma duvida.
    Estamos utilizando a classificação contábil/ categoria do pedido de compras diferente de “A” (ou seja customizada) e as informações do bloco G – registro 305 não estão sendo apresentadas no Sped, devido a restrição a classificação contábil/categoria.

    Há alguma BADI ou configuração que deverá ser realizada no ECC ou TDF?

    Muito obrigada!
    Abs.
    Anna

    • Olá Anna,
      por padrão, para definição a partir da ordem de compra se a aquisição é de um imobilizado ou um componente, é utilizada a classificação contábil que para imobilizados é definida como “A”. Para sua referência, pode verificar a documentação http://help.sap.com/saphelp_46c/helpdata/en/54/eb2c7dd435d1118b3f0060b03ca329/frameset.htm

      Não há nenhuma BAdI na solução para alterar este comportamento. o único método de BAdI disonivel é o método BADI_CIAP->ALLOW_ACCOUNT_ASSIGNMENT_CAT que habilita a criação de fichas para componentes para categorias diferentes das entregues como padrão, mas são criadas fichas para componentes visto que, fichas de imobilizado devem possuir a categoria A.
      Att.
      Alexandre Moura
       

  • Olá!

    No “CIAP Documentation” (Item 4.2.3, p.22) há uma explicação sobre a criação de ficha CIAP durante a correção do CFOP de uma nota, via J1B2N.

    A dúvida que surgiu é: se a determinação de criação de ficha é feita no BRF+ e inclui o IVA, como ele se comporta? Verifica se o IVA na fatura já está certo e se o CFOP foi corrigido? E caso seja assim, como ficam as notas manuais?

    Obs: O cliente ainda está instalando a ferramenta, então não podemos testar.

    Muito obrigado.

    Att., Róger

    • Olá,

      se a determinação de criação de ficha é feita no BRF+ e inclui o IVA, como ele se comporta?

      se a parametrização está feita no brf+ ou mesmo pelas parametrizações disponiveis no ecc, são verificadas no flow de documentos da nota fiscal que está sendoc riada, seja o IVA (proveniente da MIRO<-PO) bem como o CFOP mantido na NF na criação

      Verifica se o IVA na fatura já está certo e se o CFOP foi corrigido?

      Se o CFOP e o IVA estão cadastrados de acordo, cria ficha, caso contrário, não.

      E caso seja assim, como ficam as notas manuais?

      Notas fiscais manuais (J1B1N) não criam fichas automaticamente, pode chamar a BAPI de criação de ficha integrada com a criação da NF manual.

       

      Att.

      Alexandre Moura