Skip to Content

Nas versões anteriores à 9.1 do SAP Business One era possível trabalhar com subprodutos (sobras de produção), porém o custo para o subproduto não era apropriado, com isto lançamentos de “reavaliação de estoque” e outras “gambiarras” eram feitas para apropriar o custo. Agora nas versões 9.1 do SAP Business One a tratativa de custo para o subproduto foi incorporada de forma nativa, ou seja, ao concluir a Ordem de Produção (processar a entrada de produto acabado e fechar a OP) os custos do subproduto serão contabilizados.

 

Para exemplificar a situação, criei um novo produto chamado “PRODUZIDO” onde cada 1 unidade produzida, há consumo de 100 unidades de um item chamado “INSUMO” e como resultado da produção há sobra (subproduto) na proporção de 1 unidade.

 

Na próxima imagem é possível visualizar o cadastro do item que representa o “Produto Acabado”, ou “Item Pai” da ordem de produção. Nesta tela é possível observar que o custo do item está ZERADO, pois o cadastro está recém criado.

01CadPrord.png

 

Abaixo é possível visualizar o cadastro do item que representará o “INSUMO” do processo de produção. Neste momento também sem custo, pois o cadastro foi recém criado.

 

02CadInsumo.png

 

Como sobra do processo de produção, haverá a entrada no estoque de um produto com a descrição “SUBPRODUTO”, neste momento o item também se encontra sem “Custo” pois o cadastro foi recém criado.

 

03CadSubprod.png

 

Criado a estrutura de produtos para o item “PRODUZIDO”, em sua estrutura é apontado que para produzir uma unidade do “P.A” são consumidas 100 unidades do “INSUMO”, na área de conteúdo da BoM, há uma linha para o item “SUBPRODUTO” para ele ter esta finalidade na BoM é necessário que na coluna da quantidade o valor seja informado com um sinal NEGATIVO .

 

04Estrutura.png

 

Criada um ordem de produção para 1 quantidade do item de produção, colocados todos os insumos para baixa “Manual”.

05CriarOP.png

 

Antes de realizar a “Saída de insumos” foi realizado um lançamento de “saldos iniciais” colocando no estoque 1.000 unidades do “INSUMO” com valor de R$ 1,00 para cada unidade o “INSUMO”.

 

Ao realizar a “Saída de insumos” e informar o consumo do item “INSUMO”, é possível observar na contabilização a baixa do estoque através do “Crédito” na conta de estoque e a apropriação do valor em “Produtos em elaboração” ocorrida através de um “Débito” nesta conta.

 

06SaídaInsumos.png

 

Ao registar a “Entrada de produto acabado” é possível observar que para o produto acabado o SAP Business One, está apropriando 100% dos custos ao “Produto acabado”, neste caso R$ 100,00.

Neste documento, há uma segunda linha que representará a entrada no estoque do “SUBPRODUTO”, neste registro de entrada é possível definir o custo de forma manual, então para ilustrar o caso defini como valor de custo á ser atribuído ao “SUBPRODUTO” o valor de R$ 1,75. Este valor definido foi colocado de forma hipotética, seria como uma representação de que a sobra do processo produtivo é proporcional ao consumo 1,75% dos insumos.

 

Sendo assim para ficar claro é possível auferir que o valor de custo para o “SUBPRODUTO” deverá sempre ser definido pelo usuário ao realizar a entrada de produto acabado.

 

Neste ponto ocorre a contabilização reduzindo a conta de produtos em elaboração através de um “crédito” e a contabilização das entradas do “Produto acabado” e do “Subproduto” no estoque, representadas por um “Débito” na conta de estoque, aqui é importante destacar que a conta de “Produtos em elaboração” neste momento fica com um saldo negativo, pois recebeu mais “Créditos” do que inicialmente havia sido contabilizado na “Saída de insumos”, este saldo negativo será “compensado” ao concluir a O.P. e veremos esta contabilização mais à frente.

07EntradaPA.png

 

Antes de “Encerra a O.P.” caso o usuário acesse o cadastro do item que representa o “Produto acabado”, é possível observar que o custo do item está com o valor de R$ 100,00. Sendo que o correto seria R$ 100,00 subtraídos o valor apropriado para o “Subproduto”, que foi de R$ 1,75, sendo assim o custo correto seria de R$ 98,25, porém antes do encerramento da O.P. ele ficará “equivocado”, em seguida veremos o que acontecerá ao encerrar a O.P. onde será possível observar o acerto do custo dos itens.

 

08CustoPA.png

 

Na tela a seguir é possível observar a nova funcionalidade, que diz respeito a tratativa do custo do “subproduto”, aqui é possível observar que foi atribuído automaticamente R$ 1,75 de custo para o “Subproduto”.

 

09CustoSUBPRODUTO.png

 

Observando a aba “Resumo” da O.P. antes do seu encerramento é possível auferir que o “Produto acabado” está com um custo de R$ 100,00 e o custo do “Subproduto” está em R$ 1,75 inclusive aqui com um campo específico para demonstrar esta informação.

 

Como a O.P. não foi encerrada a diferença de custos entre o consumo de insumos e entrada de produto acabado, está sendo apontada como um desvio. Esta informação será modificada ao encerrar a O.P., que será observado mais à frente.

10OPemAberto.png

 

Após mudar o “Status” da O.P. de “Liberado” para “Fechado” e atualizar o documento, será processado o encerramento da O.P. os valores dos custos serão recalculados, haverá a compensação do custo do “Subproduto” contra o “Produto acabado”, ou seja, será deduzido do custo do “Produto acabado” o valor correspondente ao “Subproduto”.

 

Agora na aba “Resumo” da O.P. é possível ver que o valor do custo do “Produto acabado” foi ajustado, passando a ficar em R$ 98,25 e o “Subproduto” continua com o mesmo valor R$ 1,75. Enfim o valor de saída de insumos passou a corresponder a soma dos valores do “Produto acabado” + o valor do “Subproduto”.

 

Qual é o segredo desta operação?

Vamos observar a contabilização

Na linha 1 da contabilização é realizado um “Débito” na conta “Produtos em elaboração” fazendo a compensação desta conta e zerando seu saldo, a contrapartida (lançada na linha 2) está expressa na conta “Outros custos” com um crédito, ou seja, é como se o processo produtivo foi otimizado e houve um ganho de custos, mas este “ganho de custos” será eliminado logo a seguir.

Na linha 3 da contabilização é realizado um “Crédito” na conta de “Estoque”, este crédito simboliza a redução do valor de custo do “Produto acabado” passando de R$ 100,00 para R$ 98,25, a contrapartida do lançamento ocorre na linha 4 sendo um “Débito” na conta de “Outros custos”, ou seja, aqui os outros custos é compensado e esta conta volta a ficar zerada, não havendo assim nenhum ganho de custos.

 

Em resumo, o “Produto acabado” passa a ter seu valor correto de R$ 98,25 e o “Subproduto” fica com seu custo em R$ 1,75.

 

11OPEncerrada.png

 

Após todas as operações, ao consultar o cadastro do item “PRODUZIDO” é possível ver que o custo do produto foi ajustado passando a ser de R$ 98,25

 

12AjusteAutomaticoPA.png

 

13CustoSubproduto.png

 

Para finalizar, segue abaixo apenas para ilustrar um mapa das contabilizações realizadas, a sequência de passos foi colocada em linhas de contabilização nos “razonetes”, com isto é possível observar que ao final das operações:

1. O “Estoque” fica com o mesmo saldo contábil que no início das operações, de R$ 100,00

2. A conta de “Produtos em elaboração” fechou com um saldo ZERADO.

3. A conta de “Outros custos” fechou com um saldo ZERADO.

 

Contabilizações.png

 

Tomara que tenham gostado da leitura.

 

Obrigado.

 

Rodrigo da Costa Feula
#SBOBR #B1BR

To report this post you need to login first.

Be the first to leave a comment

You must be Logged on to comment or reply to a post.

Leave a Reply