Configurar a determinação de fonte de suprimento externo em requisições de compra geradas pelo MRP é relativamente simples. Basta criar uma Lista de Opções de Fornecimento (LOF) e definir que aquele registro é relevante para MRP, como na figura abaixo:

LOF.PNG

Porém, alguns problemas podem surgir quando tentamos utilizar funções como quotização ou programa de remessas.

Nos casos mais comuns, o fornecedor definido na LOF não é selectionado nas requisições de compra geradas pelo MRP, o MRP não gera divisões do programa de remessa ou a quotização não é considerada.


Neste documento vamos ver os problemas mais comuns nesta área, as possíveis soluções para estes problemas e as notas de consultoria e KBAs mais relevantes.

No final do documento também vamos ver por onde podemos começar uma análise no debug, caso as soluções mencionadas no documento não sejam resolvam o problema.

1 – Problemas relacionados a data de validade

Durante a execução do MRP. a validade da LOF, da quotização e do programa de remessas vai ser verificada de acordo com a data da NECESSIDADE que gera a requisição de compra.

Em alguns casos, a data da necessidade está no passado, porém, caso o sistema não permita a criação de novas propostas de suprimento no passado, a nova proposta de suprimento será criada considerando hoje como a data de início.

Isso pode passar a impressão de que a nova proposta de suprimento está dentro da validade da LOF. Contudo, a fonte de suprimento não será selecionada se a LOF não for válida na data da necessidade para qual a proposta de suprimento foi gerada (o mesmo também é válido para quotização e programa de remessa).

Caso a data da necessidade que originou a proposta de suprimento seja diferente, nós poderemos ver uma mensagem de exceção e a data na Lista MRP (transação MD05).

A nota abaixo descreve o comportamento do sistema em maiores detalhes:

109380 – Add. info: Validity source list/quota arrangement for MRP

2 – MRP não gera divisões do programa de remessa.


A LOF está configurada para que o MRP gere divisões do programa de remessa automaticamente, porém, isto não acontece.

O seguinte KBA explica em detalhes as possíveis causas para este problema:

1967840 – MRP does not create schedule lines


3 – As fontes de suprimento da quotização não são selecionadas

Uma quotização é criada (transação MEQ1), porém, as fontes de suprimento da quotização não são consideradas nas propostas de suprimento criadas pelo MRP.

As possíveis causas deste problema estão descritas no KBA abaixo:

1508647 – MRP does not consider the quota arrangement


4 – A quantidade prevista do programa de remessas não é considerada pelo MRP


No sistema standard, a quantidade prevista do programa de remessas não é considerada pelo MRP.

Ou seja, o MRP pode gerar novas divisões do programa de remessas além da quantidade prevista definida no programa de remessas.

Caso seja necessário limitar a quantidade de propostas de suprimento geradas para o mesmo fornecedor, podemos utilizar uma quotização com uma quantidade máxima.

A nota abaixo descreve o comportamento do sistema em maiores detalhes:

83343 – *** MD01: No check of target qty in sched. agreemnt


5 – A lógica para determinação da fonte de suprimento não está clara


É possível utilizar a BAdI MD_MODIFY_SOURCE para influenciar a determinação da fonte de suprimento durante a execução do MRP.

Caso o MRP não esteja considerando as fontes de suprimento definidas na LOF ou na quotização, devemos verificar se está BAdI não está sendo utilizada para determinar a fonte de suprimento.




6 – O registro indo não é copiado para requisições de compra geradas pelo MRP


Visando otimizar a performance do MRP, o registro info não é copiado para requisições de compra durante a execução do MRP.

O número do registro info não é necessário para processar a requisição e compra e o número será copiado para a ordem de compra durante a conversão.

A seguinte nota


82857 – MD01: Info record no. not in purchase requisition

7 – A quotização não é considerada em uma área MRP


A quotização não é considerada em áreas MRP no sistema standard, porém, uma modificação para ativar esta funcionalidade foi disponibilizada pela SAP

Esta modificação pode ser implementada através da nota abaixo:

505667 – Modification: Reversing Note 406672

8 – Análise técnica no debug

Caso seja necessário analisar a determinação da fonte de suprimento durante a execução no debug, o ponto de partida é o programa LM61YF2M.

No form check_orderbuch vamos ver a LOF sendo selecionada da tabela EORD e a posterior verificação da data de validade.

Caso exista uma quotização, ela será verificada no form check_quotierung do include LM61YF3D.

Se utilizarmos um programade remessas, a leitura será feita pela função ME_READ_OUTLINE_AGREEMENT_DISP.

To report this post you need to login first.

1 Comment

You must be Logged on to comment or reply to a post.

Leave a Reply