Neste blog vou comentar sobre as melhorias no modulo de SD que foram disponibilizadas pela SAP em conjunto com a solução SAP TDF.

Essas melhorias visam maior flexibilidade e automação na determinação de dados fiscais nas ordens de venda, uma vez que você pode criar suas próprias regras de determinação dos impostos através de uma ferramenta amigavel como o BRF+.

Com isso é possivel também simplificar as configurações, reduzindo a necessidade de se criar novos tipos de documentos de venda e categorias de items em função dos cenários fiscais.

A solução também permite maior controle sobre as alterações garantindo que o usuário faça alterações somente quando forem realmente necessárias.

Mas que alterações são estas?

1. Nova BadI para (re)determinação do tax code e dados fiscais

A primeira alteração que vou comentar é sobre uma nova badi disponibilizada no ERP: ITMF_SD_SO_DATA.

Como muitos devem saber a determinação padrão do tax code na ordem de venda é feita atraves da J1BSDICA com base no tipo de documento de vendas e categoria do item.

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

    Fonte: SAP

A nova BadI permite uma extensão da determinação padrão; neste caso ela é chamada após passar pela J1BSDICA, (re)determinando assim os dados fiscais na ordem de venda.

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

    Fonte: SAP

Neste ponto entra a ferramenta BRF+ já comentada em outros blogs/documentos aqui no SCN.

Abaixo um exemplo de implementação, onde o tax code, textos legais e caso especial de CFOP são (re)determinados atraves de uma tabela de decisão.

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

  Fonte: SAP

Veja que na tabela de decisão abaixo você pode usar diversos elementos para determinação, como por exemplo: tipo de docto de venda, categoria de item, UF origem, UF destino, cliente, filial, indicador de ST, etc.

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

  Fonte: SAP

Existem diversas vantagens em se usar o BRF+, entre elas: maior flexibilidade na construção das regras de negócio, bem como tirar toda complexidade do código abap. Além disso, este permite ao usuário manter as regras de decisão diretamente no excel (importação e exportação).

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

  Fonte: SAP


2. Novos campos para determinação e controle na ordem de venda


Foram criados os seguintes campos na aba País (Country) da Ordem de Venda:


– Man TC Reason – uma vez que o tax code foi determinado automaticamente o usuário precisa informar um motivo para poder alterá-lo manualmente.

– Tax Incent Type – informa o tipo de incentivo ou regime especial sujeito a operação.

– Tax Incentive ID – identifica o número do incentivo/regime especial sujeito a operação (ex Portaria, No. ADE, etc).

– NF Special Case – informa se o CFOP possui uma situação especial (ex. Determinação de CFOP com substituição tributária). Pode ser determinado via BadI.

– Tax Subj to ST – informa se o cenário é sujeito a “Substituição Tributária”, baseado nas configurações.

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

    Fonte: SAP

Importante: caso o usuário apague o motivo da manutenção manual do tax code o sistema irá redeterminar os dados fiscais novamente!  As alterações são registradas no log de alterações da ordem de venda para fim de governança e rastreabilidade.


3. Método para definir redeterminação

A novidade é o novo método UPDATE_SO_TAX_DATA disponibilizado na BAdI BADI_J_1BSD.  * Esta BadI já existia e não está sujeita ao licenciamento do TDF.

Este método é usado para forçar uma redeterminação quando os campos relevantes para determinação forem alterados pelo usuário.

/wp-content/uploads/2015/03/01_669237.png

     Fonte: SAP

Mais informações sobre as melhorias em SD veja as notas abaixo:

1882994 – Sales Order: BAdI method for redetermining tax data

1907146 – Pre-Implementation Objects

1870122 – TDF: automatic tax code det. SD – implementation objects

1976749 – TDF: auto. IVA det. SD – Changes in VBKD does not trigger BAdI itmf_badi_sd_tc_det

Lembrem-se, uma das estratégias da SAP com a solução SAP TDF é disponibilizar recursos e ferramentas para os clientes, afim de que estes possam garantir que os documentos sejam criados corretamente da primeira vez!

Espero ter ajudado e desejo sucesso no projeto de vocês!

Karen Rodrigues

To report this post you need to login first.

8 Comments

You must be Logged on to comment or reply to a post.

        1. Eduardo Chagas

          Não tem tratativa especifica por parte do TDF na entrada ou na saída. Ou seja, a implementação é standard do ERP ou através de algum enhancement.

          (0) 

Leave a Reply