Ola pessoal!

No blog Validação Online com TDF comentei que através do BRF+ e do DSM – Decision Service Management é possível aumentar a eficiência na validação de dados no momento da criação/atualização destes no SAP.


Busca-se com isso criar os documentos fiscais corretos da primeira vez e assim não somente eliminar o trabalho de análise e correção que consume a equipe fiscal a cada fechamento de mês mas eliminar e/ou reduzir o risco fiscal!

Abaixo um breve exemplo de como implementar a validação online para mestres de materiais utilizando o BRF+. Neste caso iremos validar a informação da origem do material com o campo produção interna.

1. Primeira coisa a ser feita é criar uma aplicação no BRF+. Você pode criar uma aplicação por empresa, área ou conforme queira. É uma forma de você organizar as suas funções.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.25.41 PM.png

2. Uma vez criado a aplicação você deverá então criar uma função. Neste caso foi criado a função FUNC_VALIDA_MAT. A função deverá ser chamada através da BADI_MATERIAL_CHECK, método CHECK_DATA. É na função onde você irá definir as suas regras de negócio.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.25.57 PM.png

3. Uma vez criada a função você precisa definir os elementos que serão usados nas suas regras de validação. Neste exemplo foram adicionadas as estruturas do mestre de materiais: MARA, MARC, MARD e MBEW. Desta forma, quando sua função for chamada na BAdI essas estruturas serão preenchidas com os dados do registro a ser criado ou alterado.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.26.13 PM.png

4. Neste exemplo a ideia é retornar uma mensagem para o usuário quando ele estiver entrando com informações inconsistentes. Logo uma vez processada a regra você irá retornar um texto e um tipo de mensagem.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.26.25 PM.png

5. Dentro de uma função você pode processar diversas regras. Conforme já comentei neste exemplo a intenção é validar a origem do material com o campo produção interna.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.27.05 PM.png

6. Uma vez criado o conjunto de regras você precisa definir a regra em si. No caso abaixo, serão processado os valores vindos do ERP com uma tabela de decisão.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.27.24 PM.png

7. A tabela de decisão compara então os campos MTORG (origem do material) e o campo OWNPR (produção interna). No caso abaixo se o usuário marcar o campo produção interna e definir a origem como nacional então não irá retornar erro. Já se definir origem como 1 (estrangeira) irá retornar a mensagem de erro “Origem inválida”.

Screen Shot 2014-12-27 at 6.27.46 PM.png

8. Depois de definir a regra de validação e ativar os objetos no BRF+ é necessário colocar a chamada para a função na BAdI mencionada antes.

Espero que tenha ajudado! Não coloquei aqui o passo a passo como o Eduardo Chagas fez mas no documento sobre determinação do IVA de MM… mas acho que dá pra ter uma ideia dos passos.

Abraços.

Karen Rodrigues

To report this post you need to login first.

3 Comments

You must be Logged on to comment or reply to a post.

  1. Sandro Ramos

    Parabéns pelo post!!!

    O BRF+ é uma ferramenta poderosíssima e sua utilização só aumentará com certeza, porém a maioria dos consultores/analistas não têm nem conhecimento da existência da mesma, muita vezes por falta de acompanhar a comunidade.

    At,

    Sandro Ramos

    (0) 

Leave a Reply