Skip to Content

Ontem aconteceu a segunda edição do SAP Inside Track em São Leopoldo – RS. Para quem nunca ouviu falar do evento, é um evento organizado pela comunidade SAP, principalmente mas não exclusivamente pelos SAP Mentors. Se você gostou da idéia e quiser criar um SIT para chamar de seu, dê uma lida neste “how-to”, chame os amigos e colegas de trabalho e mãos a obra.

O objetivo

O objetivo do evento vai além do simples e óbvio compartilhamento de conhecimento, sendo uma ótima oportunidade de conhecer pessoalmente as pessoas que você esbarra virtualmente no SCN, trocar cartão de visita, estreitar laços, fomentar novas idéias e soluções, engajar as pessoas a participar mais da comunidade e por fim, talvez ganhar um brinde.

A experiência

Frequento o evento desde o seu início e ter visto a sua evolução, seja em conteúdo, tamanho e qualidade é de dar gosto. A qualidade das palestras foi sensacional e a oportunidade de conversar com os palestrantes, tirar dúvidas quanto a certos produtos com os donos é de outro mundo.

Encontrar experts, ver como certas tecnologias estão sendo aplicadas para resolver os mais diversos problemas expande a nossa visão, ajudando a lidar de maneira diferente aos desafios encontrados.

O local

O evento foi realizado novamente no SAP Labs, no Tecnosinos (Parque Tecnológico que alia a Unisinos a empresas) em São Leopoldo – RS.

O edíficio da SAP Labs Brasil foi projetado nos códigos do Conselho Norte-Americano de Edifícios Verdes para a nova construção de LEED Gold. Este código está focado na criação de um edifício sustentável, minimizando o impacto sobre o meio ambiente através da eficiência de energia e água, etc. Muita tecnologia foi empregada visando a sustentabilidade, como automação para reduzir o consumo de energia, controle de temperatura eletrônico, tratamento de esgoto, entre outros.

Construído em 2006 e expandido em 2013, hoje conta com mais de 600 funcionários, sendo uma boa parte deles vindos da UNISINOS (37% em dados de 2013).

http://archtendencias.com.br/wp-content/uploads/2013/01/sap_laboratorios_siaa-1.jpg

(foto por Nelson Kon)

Pra quem gosta de arquitetura e quer ver um pouco mais do SAP Labs, dê uma olhada aqui e aqui.

As palestras (que eu assisti)

As palestras que assisti e minhas considerações sobre as mesmas:

MDF-e – Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Claudia Wada

Um requisito do governo que quase ninguém deu bola até bem próximo da data de obrigatoriedade. Esse é o MDF-e. A apresentação da Claudia foi quase um debut da solução, que foi entregue um dia antes pela SAP junto ao SP18 do SAP NF-e.

O MDF-e nada mais é do que um agregador de informações, das NF-e`s e/ou CT-es que fazem parte de um carregamento. A SAP entregou a parte de mensageria do lado do SAP NF-e/PI e a parte do ECC fica sob responsabilidade do cliente c/ desenvolvimento custom/BAdI`s. (Cabe um blog c/ how-to dessa parte, hein?).

HANA ABAP vs HANA XS – Bruno Terlizzi de Renzo

Uma apresentação polemica. Tão polemica que já começou com um assunto MUITO POLEMICO: ASSUNTO POLÊMICO

Brincadeira a parte, foram elencados os principais motivos pelo qual o produto SAP Tax Declaration Framework foi desenvolvido sob a plataforma ABAP/ABAP e não utilizando HANA XS.

Falta de framework p/ agendamento de jobs, logging, mapeamento de XSD -> XML, Vault p/ certificados e API de segurança p/ assinatura digital, falta de framework p/ customizing, controle de perfis de acesso, entre outras, foram pontos que levaram a adoção do ABAP em detrimento do XS.

2 tweets meus sobre o assunto:

Screen Shot 2014-09-04 at 8.04.19 PM.pngScreen Shot 2014-09-04 at 8.04.34 PM.png

Esse último é pra levantar mais polemica que os mamilos.

NFS-e – Solução SAP p/ Nota Fiscal Eletrônica de Serviço – Alessandra Vargas e Israel Lemes

Mais um GAP sendo fechado com um produto SAP: Nota Fiscal Eletrônica de Serviço. Pelo que eu entendi, foi desenvolvido inicialmente para um cliente, depois outro e mais outro e no fim virou produto. É um pacote de add-ons (ECC + NFS-e + PI Content) +/- seguindo o mesmo modelo do SAP NF-e.

Atende inicialmente a prefeitura do RJ, tanto para entrada como para saída. Caso seja necessário implementar outras prefeituras, o maior trabalho deve ser feito no lado do PI, importando XSD e fazendo Message Mapping da mensagem genérica de NFS-e que sai do SAP NFS-e(mensageria) p/ o formato da nova prefeitura.

Suporta assinatura digital tanto do RPS quanto do lote de RPS via BAdI.

Parece um produto bem feito, mas ainda quero ter a oportunidade de implementá-lo pra ter certeza 🙂

TDF – Por onde começar? – Eduardo Chagas

Uma aula de como fazer e como fazer DIREITO.

O Eduardo colocou o dedo na ferida e apontou os principais problemas enfrentados quando se vai implementar projetos fiscais, como cadastros incorretos e processos mal desenhados, que acabam colocando em risco a implementação.

Está querendo implementar o TDF? Ou mesmo ir para a NF-e 3.10? Arrume a casa antes! Essa foi a mensagem. (Outro ponto que eu gostaria muito de ver um blog sobre o assunto em breve!)

Gestão de Mudanças SAP & não-SAP usando SOLMAN – ChaRM – Raquel Pereira da Cunha

Pra mim o SOLMAN era aquele sistema que a SAP empurrava goela abaixo dos clientes, meio que na venda casada. Com o tempo eu vi que servia também para liberar alguns downloads no service.sap.com. Mais um tempo depois eu vi que servia para fazer controle de incidentes, projetos e afins.

Obviamente que minha ignorancia no assunto é gigante e a Raquel jogou tanta luz sobre o assunto SOLMAN que eu quase fiquei cego, maravilhado vendo as suas funcionalidades.

Controle na criação e ciclo de vida de requests, Retrofit, auditoria, uso de Transport of Copies p/ empacotar “projetos”, eliminando risco de transporte fora de ordem, fora outras coisas que eu perdi pq fiquei twitando insanamente, etc.

Fiquei tão maravilhado com as funcionalidades do ChaRM que pretendo fazer uma reunião com o pessoal do Centro de Competência da minha empresa para entender porque o Excel é usado p/ coisas que o ChaRM faz tão bem e também p/ entender porque só usamos o CUA do SOLMAN hoje.

SAP HCM e SuccessFactors – plataforma em nuvem de recursos humanos – Diogo Carvalho

Diogo Carvalho falou sobre a adoção de soluções da SuccessFactors integradas ao SAP HCM em uma arquitetura hibrida. Essa opção é a mais adotada hoje em dia pois os clientes já contam com o SAP HCM on premise e desejam apenas utilizar partes dele on demand, como o Talent Management ou Recruiting Management.

Única palestra que não usou a palavra HANA. Meus parabéns aos envolvidos. 😀

SAP UI5 for everything – Mauricio Lauffer

Um apanhado de live demos do SAP UI5 consumindo os mais diversos tipos de serviço, seja eles OData, JSON, XML, SOAP, mostrando que independente do backend, tendo SAP Gateway, XS ou PI no meio do caminho, consumir dados usando UI5 é moleza.

Pronto para a Nova Onda? Cenarios standard de integração hibrida cloud-on premise! Marlo Simon

Um pot-pourri das soluções SAP on demand, mostrando os cenários de integração on demand e on premise, reforçando alguns pontos da palestra sobre Success Factors do Diogo Carvalho. Apresentou também um roadmap dessas soluções, principalmente do HCM, onde chegaremos ou chegamos ao full HCM on cloud.

Falou também sobre a Ariba, empresa comprada pela SAP em 2012, é a lider de ePurchasing/eProcurement na nuvem. A Ariba tem no seu portfolio a Ariba Network, que é como um grande catalogo de fornecedores. Pense nessa integração com o SRM… é.

Ficou assustado feliz? Pega essa então: SAP investe R$ 19 mi em data center no Brasil para serviços em nuvem

Agora a frase final da apresentação do Marlo faz mais sentido: “Nowhere to go, but the cloud!”

Considerações Finais

Agradeço aos organizadores, Eduardo Chagas, Marlo Simon e os demais que ajudaram, a todos os palestrantes pelo excelente conteúdo apresentado, dedicação e comprometimento com o evento, A SAP pelo local, SAP Press pelos livros fornecidos para os brindes e os demais patrocinadores por viabilizar o evento.

Todas as palestras foram filmadas e em breve, quem não pode comparecer poderá assistir a tudo pelo canal do SIT Brasil no YouTube.

Vejo vocês no SITSP 2014 😉

To report this post you need to login first.

28 Comments

You must be Logged on to comment or reply to a post.

  1. Raquel Pereira da Cunha

    Oi Zé,

    Nossa, lendo seus comentários sobre minha sessão me convenci de que realmente valeu muito a pena fazer esta palestra. Espero ter conseguido ajudar a esclarecer para mais participantes os benefícios do SolMan e especificamente do ChaRM. Acho que ainda existe muita falta de informação sobre o assunto.

    Como nosso amigo Mauricio Cruz já disse, você está de parabéns pela cobertura do evento!

    Obrigada por compartilhar sua experiência. Lancei o desafio no Twitter, espero que mais gente participe!

    Até o SITSP!

    (Será que no SITSP teremos algum outro “assunto polêmico” ?  😀 )

    (0) 
    1. Jose Nunes Post author

      Obrigado!

      Sim, fiquei mais interessado no SOLMAN mas não somente por conta da sua palestra, mas por conta também do avanço do monitoramento central das soluções SAO em direção ao SolMan. Eu, como consultor PI/PO tenho curiosidade nesse cenário de monitoramento.

      Vou procurar mais info amanhã sobre isso.

      Tomara que role um assunto polemico no sitsp tbm!

      PS: compartilha o vídeo do demo!    

      []’s

      (0) 
  2. Karen Rodrigues

    Ola Jose!

    Obrigada por compartilhar sua experiencia no SITSL.

    Eu realmente gostaria de estar presente neste evento…mas atraves de seus comentarios no twitter pude acompanhar um pouco do que foi este evento.

    Abracos!!!

    (0) 
  3. Israel Lemes

    Oi José!

    Obrigado por compartilhar a experiência do evento aqui no Labs. 🙂

    Um pedido: você pode corrigir o meu nome ali no post sobre NFS-e?

    Abraço!

    (0) 
  4. Bruno Terlizzi De Renzo

    Muito legal o resumo Zé!

    É muito bom ter um evento deste tipo onde podemos estender a experiencia do SCN para o mundo físico!

    Os eventos da SAP aqui no Brasil em geral são muito formais e unidirecionais.

    Que bom saber que tinha gente prestando atenção pois dá um trabalhão preparar a apresentação.

    Abração!

    (0) 
  5. Fernando Da Ros

    Bom dia José Nunes,

    Poderia dizer, consultor PI/PO e jornalista em cobertura de eventos.

    Parabéns pela cobertura jornalistica, me senti um pouco dentro do auditório.

    Abraços,

    Fernando Da Rós

    (0) 
  6. Marlo Simon

    Grande Zé!

    Muito obrigado mesmo pela ajuda em fazer o evento acontecer e de “subir o nível” da cobertura jornalística do SIT.

    Parabéns também pelo seu primeiro blog no SCN, e como o Bruno Terlizzi de Renzo comentou: “trazer a experiência do SCN para a mundo real” traz uma satisfação muito grande.

    Obrigado pelo suporte nesses anos de SIT, acho que o The specified item was not found. deve concordar nesse ponto.

    Abs,

    Marlo SImon

    PS: Pensando bem, acho que devemos a você um livro da SAP Press 😉 – cuidamos disso no SITSP!

    (0) 
  7. BRUNO LUCATTELLI

    Zé, parabéns pelo blog aqui na SCN e pela cobertura em tempo real durante o dia do evento, ficou muito show! Que venha o SITSP e as palestras em vídeo do SITSL! 🙂

    (0) 
  8. João Henrique Luz Alves de Araujo

    Cara, serei repetitivo em dizer que você mandou muito bem relatando sua experiência no SITSL 2014. Mas é fato que, mesmo sem eu ter ido no evento, consegui de certa forma ser transportado para a atmosfera dele.

    O resumo da palestra que me fez parar e pensar por alguns segundos foi o da Raquel Pereira da Cunha. Também sou bem ignorante no assunto SOLMAN e mesmo sem conhecer o ChaRM, fiquei me sentindo na idade da pedra quando li “Controle na criação e ciclo de vida de requests, Retrofit, auditoria, uso de Transport of Copies p/ empacotar “projetos”, eliminando risco de transporte fora de ordem”. Também[2] me questionei porque aqui ainda usamos Excel para controlar algumas coisas… 😕

    Acho que as vezes caímos tanto na rotina que não ampliamos nossa mente para coisas novas, melhores e que facilitariam nosso dia a dia.

    Enfim, assim como todos acima, fico no aguardo das palestras disponibilizadas no canal do SIT do YouTube.

    PS.: Se o Cameraman oficial do evento Bruno Lucattelli estava de férias, quem gravou as palestras? 🙂

    (0) 
      1. BRUNO LUCATTELLI

        Karen, falei com o Edu também e no que vocês precisarem de ajuda pra editar, fala comigo. E pra colocar no canal também, viu? Vamos criar a maior coletânea do mundo de vídeos de SIT lá hahahahha 🙂

        (0) 
  9. Bruno Lima

    José,

    Parabéns! Excelência na descrição das palestras!

    Também fiquei impressionado e encantado com os “poderes” do ChaRM, muito bem apresentado pela Raquel Pereira da Cunha e pelas funcionalidades do TM com o Eduardo Chagas.

    Primeira vez que participei do evento, muito bacana mesmo! Parabéns a todos envolvidos!

    Abraços,

    Bruno

    (0) 
  10. Eduardo Hartmann

    Pessoal, boa tarde!

    Alguém sabe se já foram liberadas as apresentações do SITSL? Não me lembro de ter visto nenhuma atualização a respeito 🙁

    Abraços,

    EH

    (0) 
    1. Jose Nunes Post author

      Eduardo,

      eu gravei as sessões no auditório grande. Em paralelo uma empresa contratada pela organização (Eduardo Chagas) filmou todas as palestras.

      Como eu não recebi o material das palestras + autorização p/ publicação dos vídeos, estou aguardando.

      []’s

      JN

      (0) 

Leave a Reply