Boa tarde a todos,

Navegando pela comunidade, percebi que várias pessoas(inclusive eu) procuravam por um diagrama da Estrutura de Gerenciamento de Depósitos. Pois bem, resolvi fazê-lo e compartilhá-lo. Segue uma descrição de como esses componentes se relacionam com o Gerenciamento de Depósito (WM):

Company Code – É a unidade organizacional que permite a estruturação do empreendimento a partir de uma perspectiva financeira e contábil.

Uma Company Code representa uma unidade independente que produz seu próprio balanço, por exemplo, uma sociedade em um grupo de empresas.


Transportation Planning Point – é a unidade em Logística para as atividades de planejamento e processamento de transporte. Ele organiza as responsabilidades de transporte numa empresa. Embora esteja ligado a um Company Code, esta unidade é independente das demais. Você pode conectar um Transportation Planning Point a somente uma Company Code.

Plant – Unidade que serve para subdividir um empreendimento de acordo com produção, suprimento, manutenção e planejamento de materiais. Uma Plant é o local onde os materiais são produzidos e/ou os bens e serviços são entregues.


Shipping Point – é ligado à Plant e serve para mapear a localização do processamento de remessa, sendo, portanto, responsável por este processo. Dependendo das necessidades do processo, pode haver mais de um Shipping Point por Plant.

Storage Location – É uma unidade organizacional que permite a diferenciação de estoques de material em um centro. A administração de estoques baseada em quantidade é executada no centro, em nível do Storage Location. O inventário físico também é realizado neste nível, podendo haver vários Storage Locations ligados a uma Plant.

Warehouse Number – É a principal unidade organizacional em Logística que organiza a empresa sob a perspectiva do Sistema de Gerenciamento de Depósito (WMS). Um Warehouse pode ser ligado a pelo menos uma combinação entre Plant e Storage Location. Isso quer dizer que uma conexão é criada entre o Gerenciamento de Depósito (WM) e o Gerenciamento de Inventário (IM), porque o Storage Location é a unidade para o gerenciamento de inventário baseado em quantidade. Podemos ligar várias combinações de Plant-Storage Location a um Warehouse Number, mas nunca uma combinação Plant-Storage Location a vários Warehouse Numbers.

O Warehouse Management System permite o mapeamento de todos os processos em Logistics Execution (LE) e disponibiliza as ferramentas necessárias para completar ordens de venda, suprir componentes de produção e armazenar materiais entregues por fornecedores ou produtos acabados da produção. O gerenciamento de inventário (MM-IM) só disponibiliza informações das quantidades totais de material em estoque. Entretanto, o WM possibilita uma especificação precisa da localização exata de uma quantidade específica de material e informa se esta quantidade está ou não de fato em uma storage bin (posição de estoque), ou em movimento.

Estes movimentos de estoque nas storage bins são disparados pelos Recebimentos de Mercadorias e Saídas de Mercadorias, ou Transferências de Estoque. O WM usa um documento especial, a Necessidade de Transporte (TR), para mapear e controlar os movimentos de depósito. Quando uma Ordem de Transporte é criada, o sistema verifica todas as configurações relevantes nos Dados Mestres ou em Customização e usa essas informações para determinar as posições mas apropriadas de estoque (storage bins) para armazenar ou estoques em sorage bins para a retirada. Isto também pode ser feito manualmente.

A interface com MM-IM é mais significativa quando se usa o LE-WM no SAP ECC. Movimentações em MM-IM podem tanto disparar atividades LE-WM, quanto marcar sua finalização nos processos de Entrada e Saída.

Seguem as principais estruturas organizacionais subordinadas ao Warehouse Management:

Storage Type – são usados para mapear espaços de armazenamento que estão separados quer espacialmente como organizacionalmente, ou que deveriam ser manuseados separadamente no SAP. Controles para controle de armazenamento e retirada de estoque são feitos separadamente.

Interim Storage Types – estes estoques intermediários podem ser reconhecidos pelo seu número (que sempre começa com 9). Estes tipos de estoque formam um tipo de ponte entre o Gerenciamento de Depósito (WM) e o Gerenciamento de Inventário (IM). Exemplos típicos de áreas de estoque intermediário são as áreas de Recebimento e Remessa de Mercadorias (goods receipts zones/goods issues zones).

Quaisquer movimentos de materiais que afetem juntamente WM e IM serão processados utilizando-se uma área de estoque intermediário.

Storage Sections – seções de estoque são criadas dentro dos Storage Types para subdividir o espaço de armazenamento. Existem vários critérios para determinar como dividir o espaço de armazenamento em Storage Sections (seções de estoque). O material a ser armazenado no storage type desempenha um papel decisivo, como por exemplo, itens de movimentação rápida, que devem ser movidos para as seções frontais, em termos de acesso rápido, e itens perecíveis, que devem ser armazenados em uma área refrigerada.

Conforme a necessidade, pode se utilizar indicadores para criar conexões entre materiais e storage sections, que serão levadas em conta durante o armazenamento.

Picking Areas – elas têm o mesmo nível hierárquico das Storage Sections e dividem os espaços num Storage Type para efeitos de retirada de estoque. Em contraste com as Storage Sections, as áreas de picking são um fator opcional.

Storage Bin – ou Posições de Estoque são a localização exata no Depósito onde os produtos são ou podem ser armazenados.

To report this post you need to login first.

Be the first to leave a comment

You must be Logged on to comment or reply to a post.

Leave a Reply