Skip to Content
Tendências da distribuição atacadista
– Artigo produzido por Bob Eastman da Technology Evaluation Centers – Canada, traduzido e adaptado por walter fávero da Softtek Brasil

O evento TEC Vendor Challenge incluiu demonstrações, apresentações e discussões de fornecedores como a Epicor , IBS, Infor , Microsoft, NetSuite , SAP e VAI. No final do dia , Bob Heaney da Aberdeen e Jonathan Gross da Pemeco tiveram um debate sobre as tendências futuras de distribuição atacadista, que aqui reproduzo. Categorizaram três tendências que parecem mais importantes:
inovações disruptivas,
foco no cliente através de omnicanales  e
tecnologias emergentes.
Este artigo resume as opiniões recolhidas durante o evento sobre inovações disruptivas que estão mudando a paisagem da indústria atacadista. Farei aqui uma introdução ao tema e falaremos sobre as três tendências em posts futuros.

O Segmento de Distribuição Atacadista
Distribuição atacadista é uma indústria muito diversificada, no qual existem cerca de 70 setores específicos dentro da categoria de distribuição. Assim, qualquer discussão sobre o setor de distribuição no atacado é uma generalização a partir de algum ponto de vista, uma vez que existem problemas específicos da indústria que diferem significativamente entre os setores, como a indústria farmacêutica,  mercado de alimentos ou distribuição industrial .

Vários segmentos de distribuição são altamente fragmentados, mas nenhum como o setor de distribuição industrial, onde as 50 maiores distribuidoras representam menos de 25% da receita total da indústria. Situados entre fabricantes e varejistas ou outros clientes da cadeia, distribuidores atacadistas estão sob grande pressão de fora, o que coloca especial ênfase na eficiência operacional para aproveitamento de todas as oportunidades de bons resultados.

Embora os distribuidores atacadistas desempenhem um papel importante na circulação de mercadorias através do sistema econômico, a ameaça de desintermediação constantemente paira sobre o setor na medida em que os fabricantes, varejistas e quase todos os membros da cadeia suprimentos constantemente avaliam e buscam formas de  fazer seus produtos e serviços chegar ao mercado mais rapidamente e com uma abordagem mais rigorosa para a criação de valor em todas as etapas da cadeia de abastecimento.

Refletindo sobre o papel do segmento tendo como pano de fundo uma visão de Sustentabilidade Planetária, outras questões podem ser colocadas para debate:

– Como engajar o segmento para mudar o sistema mundial de produção-consumo-descarte em linha para um circuito circular fechado, diminuindo ou eliminando os resíduos em toda a cadeia?
– Como utilizar a tecnologia, e especialmente aquelas ligadas à gestão empresarial para mudar os paradigmas de desempenho ou obtenção de sucesso normalmente empregados?
Explicarei melhor essas questões na continuação deste artigo.
To report this post you need to login first.

Be the first to leave a comment

You must be Logged on to comment or reply to a post.

Leave a Reply