Skip to Content

Pessoal,

Dicas para configuração da MP135 e LC116 :

1. A nota 747607 não contém configurações de IRFs para pessoa física;

2. Se já estava configurado os IRFs nos cadastros de clientes / fornecedores, não os exclua, basta desativar o flag para evitar problemas com docs. em aberto em FI;

3. Para que a funcionalidade do Imposto Retido seja ativada, há necessidade de estar assinalada em três locais:

– No dado mestre de Cliente / Fornecedor

– Na configuração do IVA (Esquema de Cálculo)

– Na Tabela Dinâmica

4. Grupos de impostos (Exceções Dinâmicas), se for necessário criar, apenas utilizar de 10 a 89, pois o restante é reservado para a SAP e não poderá ser excluído;

5. A ligação entre o cálculo no esquema de cálculo (SD/MM) e a funcionalidade de impostos retidos (FI) é feita através do flag “Montante imposto modificado” na configuração da categoria do Imposto Retido na Fonte;

6. Após todas as configurações efetuadas, utilize o programa J_1B_CBT_CONSIST (via transação SE38), para eliminar todos os registros com o status VERMELHO;

7. Quando transportar os IVAs para (PRD), será necessário abrir o client para ativar os flags dos impostos e a migração dos impostos via J1BTAX (colocar no plano de cut-over);

8. Esta NOTA é constantemente atualizada, portanto é de extrema importância baixar pelo portal SAP, evitando utilizar arquivos pessoais desatualizados;

9. Como esta NOTA contém configurações de MM e SD, o ideal é criar apenas uma request para ser utilizada tanto pelo consultor de MM e SD;

10.Rezar para funcionar !!!

To report this post you need to login first.

Be the first to leave a comment

You must be Logged on to comment or reply to a post.

Leave a Reply