Rio de Janeiro, cidade maravilhosa e conectada

Aproximadamente 70% da população mundial estará vivendo em cidades até 2050. Isto representa um enorme desafio social e ecológico para as novas megacidades. As redes móveis podem ser a solução.

Rio de Janeiro

A cidade conectada é povoada de coisas inteligentes que são equipadas com sensores e conectadas umas às outras através da comunicação M2M.

Essa tecnologia é de utilidade tanto para a administração da cidade, que pode prevenir, controlar e solucionar os problemas públicos, como para facilitar a vida das pessoas no seu movimento cotidiano.

O Rio de Janeiro é uma das cidades que já está usando algumas dessas tecnologias. Há câmeras, sensores, dispositivos móveis e outros sistemas espalhados por vários pontos estratégicos, conectados ao Centro de Operações da Cidade, que possui a maior tela da América Latina visualizando o tráfego e obras em 80 monitores. Em caso de um acidente, uma dessas câmeras pode notificar a polícia imediatamente. Como resultado, as autoridades podem chegar rapidamente ao local e redirecionar o tráfego central antes que ocorra um engarrafamento.

Esta conexão maciça de dispositivos, dados e objetos exibidos em um gigante painel de vídeo traz a Internet das coisas para a vida.

O Centro integra dados de mais de 30 organizações municipais, nacionais e outras do setor público para fornecer uma imagem em tempo real do tráfego, condições meteorológicas e ambientais, emergências, eventos e qualquer outra situação que possa afetar o dia-a-dia da cidade de 7 milhões de habitantes.

Conectado ao instituto de meteorologia local e trabalhando lado a lado com a polícia, os serviços públicos, estações de rádio e televisão, o Centro emite instruções centrais diárias e pode informar imediatamente aos cidadãos sobre desastres naturais, falta de energia, ocorrências incomuns ou mega-acontecimentos como o Carnaval ou eventos esportivos. Ainda mais importante, esta inteligência permite tomadas de decisões mais rápidas durante momentos de crise e pode ajudar a salvar vidas.

De outro lado, os cidadãos podem obter informações e dar seu feedback sobre o que está ou não funcionando. Além da dimensão do Centro e sua sofisticação tecnológica, um dos principais diferenciais sobre o Rio é justamente a forma como os cidadãos estão integrados nas operações da cidade através de mídias sociais. Eles são encorajados a acessar o Portal do Cidadão da Cidade do Rio de Janeiro e desempenhar um papel ativo nas operações via Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Nesse mundo onde a grande maioria da população será urbana, a forma como gerimos as nossas cidades hoje e planejamos para o futuro está se tornando cada vez mais crucial. O modo como o Rio de Janeiro está integrando e analisando grandes volumes de dados e usando mídias sociais e dispositivos móveis para tornar melhor a vida dos seus cidadãos demonstra o papel da tecnologia na resolução de desafios modernos.

Rio é um bom exemplo de por que o Brasil é um dos quatro países identificados pela pesquisa SAP/Harris M2M como mais preparados para coordenar cidades mais inteligentes e conectadas.

Com as ferramentas e infraestrutura corretas, e liderança visionária no setor público e privado, os cidadãos estarão capacitados para moldar o futuro e transformar suas próprias vidas nas cidades conectadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>